terça-feira, 22 de março de 2011


Alta Costura: Por trás das Plumas e Paetês

4
Ei, o post hoje é longo e cheio de glamour.

 É cheio também de trabalho duro muitas vezes escondido pelo tal glamour da roupa feita por encomenda.

  A Alta Costura ( Haute Couture) é um trabalho artesanal de criação de peças exclusivas e muito elaboradas. Desde o tecido até o bordado, tudo é feito com as melhores matérias primas.

  Na França, o termo Alta Costura tem proteção jurídica e só pode ser usado por empresas que trabalham com padrões bem definidos como: um número X de pessoas empregadas, apresentar peças exclusivas à imprensa a cada estação entre outros.

 Entre as Maisons que podem ser legalmente chamadas de Haute Couture estão:

 Chanel:
Photobucket

Dior:
Photobucket
Photobucket

Givenchy:
Photobucket

Jean-Paul Gaultier:

Photobucket


Só em 2008 eles elegeram outros 4 membros (fora da França) que também poderiam usar o termo Alta Costura. Entre eles o meu favorito:

Valentino
Photobucket
Photobucket

 Legalmente, somente 15 maisons podem usar o Haute Couture, mas o termo Alta Costura é usado hoje pra descrever uma roupa diferenciada: aquela que também utiliza matérias primas de excelente qualidade e são feitas por encomenda.

 Como mais você descreveria qualquer um dos deslumbrantes vestidos Marchesa?
Photobucket

Pergunto de novo: Como?Photobucket
Photobucket

Ou os irreverentes Alexander McQueen?
Photobucket

Um sensual Dolce & Gabbana:

  Entre outros...

  Falar que eu nunca tinha ligado para este tipo de roupa é exagero, mas acredito que nunca havia prestado tanta atenção aos detalhes, ao caimento, a perfeição de cada ponto. Na verdade, acho que nunca havia dado o devido valor.

  Sabem aquele famoso ditado " casa de ferreiro, espeto de pau"? Pois é...

 Como fui criada no meio do ateliê da minha avó e sempre vi aquelas roupas lindas saindo e entrando, me parecia uma coisa tão comum. Ainda mais que a minha avó, por mais ocupada que estivesse, sempre fazia com que tudo parecesse mais fácil do que é.

  Uma coisa é fato:  o glamour de uma roupa aparece só mesmo depois de pronta. O processo todo é muito trabalhoso, árduo até.
 Tudo tem que se encaixar perfeitamente no corpo e enquanto tudo não está completemente impecável, o costureiro talentoso não fica satisfeito.

  Vocês vão ter que me desculpar agora, porque por mais que eu tente ser o mais objetiva possível, tenho veneração pela minha avó e admiro o seu trabalho desde sempre. Por isso, quando penso em um costureiro talentoso, preciso me referir a ela.

 Ainda bem que não sou somente eu que penso isso. Várias outras clientes satisfeitas poderiam também falar por mim. Duas delas, que moram aqui em Goiania, recentemente me deram a oportunidade de ir e acompanhar uma prova de roupa.

 Minha avó, que mora em Uberlândia, veio trazer o vestido pra fazer a última prova e eu pedi pra ir junto e perguntar para estas mulheres o motivo de elas ainda investirem no vestido encomendado- já que poderiam comprar em qualquer lugar do mundo que quisessem.

  Por motivo de segurança das clientes, não posso falar o nome delas mas a gentil senhora me respondeu que ainda investe na alta costura porque é a única roupa que não dá nenhum defeito.
  O tecido é diferenciado e a sua peça é exclusiva.

 A outra cliente, filha desta senhora, disse que o maior motivo de ela preferir encomendar do que comprar é ter uma roupa feita para o seu corpo, valorizando o que tem de melhor e escondendo as imperfeições.

As clientes foram tão legais, que me deixaram fotografar a prova.

 Lembrando que as peças fotografadas ainda estavam em fase de acabamento. Antes de chegar no processo de acabamento final, a peça passou por várias etapas( que infelizmente não pude fotografar)

   A primeira delas é a escolha da roupa.
   Neste processo o talento do profissional já é revelado. É importante guiar o cliente combinando as escolhas e gostos pessoais com o tipo físico de cada um.
 
  Muita mulher quer usar um tipo de roupa que não favorece o seu corpo. Muitas mulheres, na verdade, nem conhecem bem o seu corpo, e o bom profissional sabe falar, explicar e mostrar outros caminhos.

 O segundo passo envolve a escolha do material a ser trabalhado: tudo top de linha, muitas vezes comprado fora do país.

 O terceiro passo não tem segredo não, é sentar na cadeira  e trabalhar na velha e boa máquina:
Photobucket

  Costura, borda, desfaz, arruma de novo. Prova, checa o caimento.
  Faz a primeira prova. Veja o que deu certo e o que vai ter que ser refeito.

 É assim!

  Com a roupa quase pronta é hora da última prova. É a hora da vistoria que vai eliminar todos os mínimos defeitos afim de garantir o caimento perfeito:
Photobucket
Se você acha que este processo é rápido, se enganou.
Por isto é que a roupa de encomenda veste somente o seu corpo. Você pode até emprestar pra outra pessoa, mas ninguém mais no mundo vai sustentar o vestido como você.

 A roupa foi feita para a mãe da noiva e também para a avó da noiva.
Photobucket


 Tanto conversa, fotos e inspirações me fizeram abrir mais uma tag aqui no Paper: Sob Medida.

 Sabemos que a gente tem casamentos, formaturas, bailes, vamos deixar aqui sempre que possível inspirações de vestidos feitos por encomendas e favorecem diversos tipos de corpos. Não só a jovem magrinha. :)

 Usando a tag no dia da postagem, vocês podem fazer perguntas, tirar dúvidas e dar sugestões.

 Por falar em sugestão,este ano serei madrinha de um casamento especial. E aproveitei e falei do alto dos meus trinta nos (recém feitos) que queria um vestido da Luluza pra chamar de meu.
 Quer saber? Este pra mim será melhor do que qualquer Valentino e estou aceitando sugestões de modelo e cor.

4 comentários:

Fernanda disse...

Amiga... a vó Luluza arrasa mesmo desde o primeiro contato... lembro de quando fui escolher meu vestido de noiva ela me recebeu numa salinha e conversou comigo sobre como seria a cerimonia, a festa e sobre como me via vestida de noiva. Dois minutos depois ela me aparece com um modelo de vestido igual ao que eu tinha em mente... O vestido era maravilhoso e todos disseram que era a minha cara. LULUZA só orgulha!

Estilo Goiano disse...

Post rico em informações!!
bjos
Léa Fortunato

Renata Checha disse...

Amiga, eu não entendo quase nada de detalhes técnicos da moda e dificilmente saberia bater o olho num vestido de red carpet e imaginar de quem seria. Mas é fato que 90% dos vestidos que eu simpatizo são Marchesa e Valentino... :)

Tenho certeza que você vai ficar deslumbrante pra festa! Beijos!

Paperdolls disse...

Fer,

Então não é só porque é minha vovozinha, não é?
O seu vestido era mesmo sua cara. Ficou lindo!

Estilo,
Muito obrigada. As vezes a gente pesquisa tanto pra soltar um post e é tão legal quando alguém reconhece.

Oi Re,
Muito obrigada pelo carinho de sempre.

Beijão

Andressa